Osteopatia Pediátrica

Quando a osteopatia
pediátrica é indicada?

PLAGIOCEFALIA
A Plagiocefalia é uma alteração do crânio do bebê. Sua causa pode ser por fatores externos ao corpo do bebê, como a posição dele no útero durante a gestação ou quando ele dorme sempre na mesma posição. Isso acontece porque os ossos do crânio do bebê ainda não estão totalmente formados, são maleáveis e acabam se deformando. Para reverter, são aplicadas técnicas sutis no crânio e nas estruturas adjacentes para eliminar as pressões e permitir a autocura.
REFLUXO GASTROESOFÁGICO
Refluxo Gastroesofágico é a volta do alimento sólido ou líquido do estômago para o esôfago. Ocorre principalmente após as mamadas e refeições, e se manifesta por vômitos ou regurgitações. Isso pode gerar dificuldade de ganho de peso, irritação, choro, salivação excessiva. O osteopata aplica técnicas manuais e indolores para retirar as tensões encontradas no abdômen, crânio e nas outras estruturas corporais.
CÓLICA
Acomete de 10 a 20% dos lactantes normais. Os sinais mais frequentes dos bebês com cólicas são: irritação, sono ruim, encolhimento das perninhas e choros muito duradouros. Além de uma abordagem alimentar, aplicamos as técnicas manuais especificas para as partes que se encontram tensas e com perda de mobilidade.
TORCICOLO CONGÊNITO
É a inclinação ou posição viciosa da cabeça e do pescoço por causada por diferentes razões. É relativamente frequente no recém-nascido e se manifesta nos primeiros meses de vida. Sua causa é o encurtamento do músculo esternocleidomastóideo. Assim, este bebê terá a cabeça inclinada para um lado e rodada para o lado oposto. A aplicação da Osteopatia é de extrema importância nesses casos.
ALTERAÇÕES DOS REFLEXOS PRIMITIVOS
Os reflexos primitivos são essenciais para a sobrevivência e desenvolvimento neuropsicomotor do bebê. Porém, precisam ser maturados e integrados no tempo correto para permitir que o bebê tenha uma postura correta e sem prejuízos neuromotores no decorrer do seu crescimento. A osteopatia avalia, identifica e trata essas alterações permitindo que os bebês e crianças possam se desenvolver normalmente e ajudando na formação da postura correta.
ALTERAÇÕES DO SONO
Muitos bebês e crianças sofrem com alteração do sono. Essas perturbações podem atrapalhar vários processos fisiológicos e neuromotores, gerando alteração hormonal, dificuldade de crescimento, não maturação do intestino, entre muitas outras. Corrigir essas alterações faz com que o corpo possa se desenvolver sem bloqueios. Fazer o tratamento adequado promove um desenvolvimento natural e saudável.
OUTROS TRATAMENTOS
Irritabilidade, alterações no crescimento, Déficit de Atenção (TDAH), rinites, sinusites, alterações na mordida e na ATM, distúrbios visuais, escolioses e alterações posturais, entre outros.
COMO É O ATENDIMENTO EM OSTEOPATIA PEDIÁTRICA?
A Osteopatia atende o paciente desde recém-nascido até atingir a vida adulta. Com os bebês, a técnica busca os locais em que há perda de movimento ou tensões. Com manobras leves e sutis, essa região é liberada para melhorar a absorção de nutrientes, a vascularização, a drenagem e aliviar a compressão de estruturas nervosas. Assim, há a melhora dos sinais e sintomas (autocura). Cada paciente é avaliado individualmente para detectar suas necessidades específicas. Podemos observar resultados significativos, na maioria dos casos, entre 4 e 6 sessões.
A Osteopatia atende o paciente desde recém-nascido até atingir a vida adulta. Com os bebês, a técnica busca os locais em que há perda de movimento ou tensões. Com manobras leves e sutis, essa região é liberada para melhorar a absorção de nutrientes, a vascularização, a drenagem e aliviar a compressão de estruturas nervosas. Assim, há a melhora dos sinais e sintomas (autocura). Cada paciente é avaliado individualmente para detectar suas necessidades específicas. Podemos observar resultados significativos, na maioria dos casos, entre 4 e 6 sessões.
Bebê saudável, pais felizes!

Corpo clínico


  • WESLEI LIMA

  • WANESSA SOLDERA

  • PAULO FERREIRA