Osteopatia associada ao pilates

Osteopatia associada ao pilates: mais eficácia no tratamento

As terapias alternativas provaram com resultados a sua força e seus benefícios. Elas conquistaram espaço mostrando como metodologias naturais podem ser tão efetivas quanto a medicina ocidental. Agora, elas surpreendem ainda mais na cura de doenças ao se unirem. É o caso da osteopatia associada ao pilates. Juntas, as técnicas trazem mais eficácia no tratamento, acelerando a melhora do paciente.

À primeira vista, essa informação pode até soar estranha, afinal, são dois métodos bem distintos: um está na categoria de tratamento e o outro, de atividade física. Então como a Osteopatia associada ao pilates pode aumentar a eficácia do tratamento? Descubra em nosso blog!

Osteopatia associada ao pilates: o que elas têm em comum?

Embora os métodos sejam classificados em categorias diferentes, osteopatia e pilates possuem diversos pontos importantes em comum. E esse é o primeiro elo para que a osteopatia associada ao pilates promova um tratamento ainda mais eficaz ao paciente.

A osteopatia é uma terapia feita por meio de intervenção manual. É uma espécie de massagem que é realizada em pontos específicos do corpo. Aplicação é pontuada nas regiões “doentes” e zela para eliminar a origem das dores. No entanto, a técnica segue na contramão da medicina tradicional, que foca em sanar os sintomas. Isso porque o cuidado tem como centro o paciente e não a doença em si, de modo a propor uma ação mais global.

Da mesma forma que a osteopatia atua no paciente como um todo, o pilates promove uma atividade completa, de modo a trabalhar a musculatura e as articulações de toda a estrutura corporal. Os exercícios do método criado por Joseph Pilates são fundamentados no controle da mente sobre o funcionamento dos músculos e de cada parte do corpo humano. Mais do que trazer um corpo torneado, o método busca proporcionar mais saúde e favorecer os cuidados com as mais diversas doenças.

Como conclusão, entendemos que as duas modalidades conversam entre si por trabalharem o corpo humano de forma integral. Em ambas não são realizados exercícios ou massagens somente para acabar com determinado sintoma, mas, sim, com a finalidade de trazer uma solução.

Osteopatia associada ao pilates: como atuam?

Antes que você imagine uma pessoa passando pelas duas técnicas simultaneamente, é preciso esclarecer que elas são executadas separadamente. O que vai acontecer com a osteopatia associada ao pilates é que uma especialidade irá complementar o trabalho da outra.

A osteopatia vai promover uma avaliação completa do paciente para diagnosticar os problemas e assegurar o tratamento adequado. Dessa forma, o osteopata busca bloqueios musculares, viscerais, articulares, cranianos, nervosos, entre outros, a fim de promover o funcionamento e as condições corretas do corpo humano como um todo. É como se a metodologia “organizasse a casa”.

Para dar continuidade a essa “arrumação”, o pilates propõe uma série de exercícios que irão manter o “ambiente em ordem”. Isso é, a osteopatia associada ao pilates irá atuar na sequência de benefícios terapêuticos. A modalidade ainda complementará estimulando outros pontos da saúde do praticante e estabelecendo o equilíbrio mental e físico.

Osteopatia associada ao pilates: por que é eficaz?

Não é de hoje que a ideia da união de terapias promove mais eficácia no tratamento. A interdisciplinaridade sempre existiu proporcionando grandes feitos e com a osteopatia associada ao pilates não seria diferente. Além disso, essa junção ganha ainda a vantagem de ter um diálogo bastante produtivo entre as técnicas, trazendo sintonia e superando o desafio interdisciplinar.

Com essa combinação em jogo, a osteopatia associada ao pilates torna o tratamento ainda mais eficaz por meio da complementação. Isso quer dizer que as ações auxiliam na manutenção dos avanços conquistados. Como consequência, o acúmulo de benefícios é potencializado, permitindo um progresso mais rápido e bem-sucedido.

Além disso, é preciso destacar que o tratamento com osteopatia traz melhores resultados quando está relacionado com uma alimentação saudável e atividades físicas. Assim, o paciente que pratica o pilates aumenta consideravelmente o potencial do tratamento.

Outra vantagem desse casamento é que a osteopatia associada ao pilates promove mais qualidade de vida. O indivíduo passa a ter mais controle e consciência sobre o corpo e a mente, cuida de si mesmo e aumenta a autoestima ao se deparar com os resultados no espelho. Tudo isso ajuda os movimentos osteopáticos a estimularem o próprio organismo a trabalhar em sua autocura.

E o que é mais vantajoso: tudo isso é feito com métodos não invasivos e sem uso de medicamentos. Por ser um método natural, não há ingestão de toxinas. Ao contrário, a técnica é utilizada para eliminar aquilo que faz mal, sem agredir o corpo humano. Em outras palavras, é investir na própria natureza humana para cuidar da saúde e bem-estar. Quer isso na sua vida? Marque sua sessão com um de nossos osteopatas e agende a sua aula pelos telefones (11) 2251-6582 e (11) 99868-6515 (WhatsApp). Sua saúde agradece!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp