Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Artrose: sintomas, causas e tratamentos
artrose

A artrose, também conhecida como osteoartrite, é uma condição que afeta diretamente as articulações do corpo humano, danificando a cartilagem que recobre a parte mais extrema dos nossos ossos. Sua principal função é possibilitar que dois ossos deslizem sem atrito quando há movimentação das articulações.

No entanto, quando há comprometimento da cartilagem das articulações, os sintomas podem variar entre dores e inchaços até sérias limitações funcionais. Por mais que todas as  juntas do corpo humano estejam suscetíveis a isso, a artrose costuma se manifestar com maior frequência nas articulações da coluna, mãos, quadril e joelhos.

A seguir, confira quais são os principais sintomas, causas e tratamentos da artrose.

Sintomas da Artrose

Por ser uma doença das articulações (que, diferentemente do lúpus sistêmico e da artrite, não afeta demais partes do corpo), identificá-la pode não ser assim tão simples.

Dentre os seus principais sintomas, podemos destacar:

  1. Movimentos limitados nas articulações afetadas pela condição;
  2. Dores nas articulações acometidas – que costumam ser mais expressivas no fim da tarde e noite;
  3. Rangido, aumento da temperatura e inchaço das articulações em questão;
  4. Rigidez da articulação após períodos de inatividade, como quando a pessoa fica algumas horas deitada no sofá ou sentada na cadeira, por exemplo.

Principais causas da artrose

A artrose pode ser primária ou secundária, por isso, antes de determinar as suas causas, é preciso identificar o tipo.

A artrose primária geralmente tem duas causas: o envelhecimento natural da pessoa ou uso em excesso de determinada articulação. O uso contínuo e excessivo, muito comum em atletas, ou como consequência de determinadas ações repetitivas, é um problema, pois causa a degeneração do líquido sinovial, que é o fluido que existe entre as articulações, e compromete também a cartilagem que é recoberta (banhada) por  este líquido (chamada de membrana sinovial).

Por outro lado, a artrose secundária costuma ser decorrente de outras condições já existentes no indivíduo. Entre elas, destacamos a obesidade (que leva à sobrecarga de determinada articulação), anomalias congênitas das articulações (que podem ocorrer no nascimento), distúrbios hormonais, diabetes, gota, doença de Paget, hipotireoidismo ou artrite reumatoide.

Já os fatores de risco, ou seja, gatilhos que podem levar ao desenvolvimento da condição, são os seguintes: idade avançada, lesões nas articulações, gênero (mulheres possuem maior predisposição para o desenvolvimento da doença), deformidades nos ossos e biomecânica errada (desalinhamento articular) .

Tratamentos para a artrose

A artrose é uma doença sem cura. Porém, os tratamentos auxiliam tanto no mantimento da função articular e movimentação quanto na redução das dores.

Entre eles, temos:

  1. Fisioterapia: a fisioterapia, através de técnicas como a osteopatia e a fisioterapia esportiva, é uma das maneiras mais eficazes de se garantir uma vida livre dos sintomas da artrose;
  2. Tratamento com medicamentos: inclui anti-inflamatórios não esteroides para alívio da dor e redução de inflamação;
  3. Infiltrações: por meio de injeções de ácido hialurônico ou de cortisona para alívio das dores articulares, acontece quando o tratamento conservador não é o suficiente;

Por fim, existem também procedimentos cirúrgicos para substituir articulações ou realinhar os ossos que em alguns casos se fazem necessários. Mas é extremamente importante lembrar que o melhor a se fazer é cuidar dos fatores que causam o uso excessivo das articulações, através de exercícios específicos e de controle de peso e alteração no estilo de vida.

Agora que você já entende mais sobre a artrose, seus sintomas, causas e tratamentos, não hesite em contar com ajuda profissional no momento de identificar ou tratar a condição. Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisioterapeuta em São Paulo.