Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Bico de papagaio – Sintomas, causas e tratamento

O bico de papagaio não tem cura, mas pode ser controlado com tratamento e raramente evolui para algo mais sério. Ações simples como corrigir a postura e não pegar peso podem ser eficientes para não aumentar o problema.

Como surge o bico de papagaio

O apelido de bico de papagaio foi dado porque na radiografia localizada da coluna vertebral, a osteofitose tem o formato de um gancho, como o bico da ave. Com o envelhecimento do corpo, a má postura e o excesso de peso por obesidade ou carga, ocorre um desgaste no disco intervertebral que provoca uma maior aproximação das vértebras.

Como forma de proteger a região, o corpo acaba produzindo uma nova formação óssea nas bordas das vértebras que são a osteofitose (osteofitos), que pode estar comprimindo alguma estrutura corporal e causando a dor. Pessoas com mais de 45 anos já podem começar a apresentar sintomas e, se tiverem outras patologias como hérnia de disco, escoliose, artrose, câncer e doenças autoimunes, podem desenvolver a osteofitose.

Seus principais sinais são dores fortes nas costas e que pode irradiar até a coxa, diminuição da força muscular e formigamento nas pernas, na lombar e até nos braços.

A forma de evitar o surgimento da doença é manter cotidianamente uma postura correta ao andar, ficar parado e sentar. Isso inclui também dormir de forma adequada, sem excesso de travesseiros e com colchões sem lombadas.

A falta de atividade física é significativa para o surgimento da osteofitose, assim como o excesso de peso também é um agravante, principalmente para quem tem obesidade grave ou mórbida. Essas alterações físicas interferem nas cargas distribuídas na coluna, predispondo o desenvolvimento dos osteofitos.

Como é o tratamento da doença

Os sintomas do bico de papagaio são muito comuns em outras doenças da região, como a hérnia de disco, e é preciso fazer uma avaliação mais detalhada por exames radiológicos para identificar a real causa da patologia. Em casos de osteofitose, o resultado do exame apresenta o desgaste do disco intervertebral, com formações proeminentes nas laterais da vértebra.

Corrigir a postura e controlar o peso corpóreo é muito importante, e a movimentação constante é fundamental para evitar que a doença surja. Atividades físicas que não forcem as articulações são indicadas para quem já possui o problema, como pilates, yoga, hidroginástica e ciclismo.

Se as atividades físicas não amenizarem o problema, o médico indicará ao paciente que passe por sessões de fisioterapia. A fisioterapia tem inúmeras ferramentas para corrigir as alterações posturais. A osteopatia associada à posturologia ajuda na harmonização do corpo permitindo que as cargas corporais possam ser dissipadas corretamente, pois a causa do osteofito pode se originar em qualquer parte do corpo, como dito anteriormente. O intuito é corrigir a postura da coluna e estabilizá-la. Mas em casos graves de desgaste acentuado, o paciente pode ser orientado a realizar uma cirurgia para colocar prótese no local. Caso a postura não seja corrigida e haja sobrecarga na região, o problema pode voltar ainda mais sério, como uma hérnia de disco.

Lembrando que os bicos de papagaios podem ser tratados previamente. Quando realizamos regularmente atividades físicas com a orientação de um profissional capacitado, as incidências do desenvolvimento dos osteofitos são muito baixas. Realizar sessões de osteopatia previamente ajudam a harmonizar o corpo, permitindo que todas as partes trabalhem adequadamente.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisioterapeuta osteopata em São Paulo.