Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Bursite: prevenção, causas e tratamento

“Bursite” é o nome dado a qualquer tipo de inflamação das bolsas sinoviais, localizadas nas articulações. Essas bolsas, vale acrescentar, têm como função amortecer e facilitar a movimentação entre tendões, pele e ossos. A inflamação pode ocorrer em qualquer articulação, mas é mais recorrente nos ombros, no quadril e nos cotovelos.

Causas e sintomas da bursite

Essa condição pode ser aguda ou crônica (quando ocorre com frequência). Abaixo, listamos as principais causas do problema:

  • Movimentos repetitivos, como em esportes, ou até mesmo ajoelhar-se ou ficar sentado prolongadamente;
  • Uso excessivo das articulações;
  • Processos reumatológicos;
  • Traumas ortopédicos nas regiões afetadas;
  • Infecções diversas;
  • Gota.

Se a causa da bursite for uma condição mais complexa, que demande maior aprofundamento, o tratamento será focado na causa, já que a inflamação é então apenas um sintoma. Na grande maioria das vezes, no entanto, a inflamação das bolsas é uma situação a ser tratada por si só. Seus sintomas são:

  • Sensibilidade na articulação afetada;
  • Dor de nível moderado a intenso, inclusive ao mover na área;
  • Rigidez local;
  • Em alguns casos, pode haver também inchaço e vermelhidão.

Quais os possíveis tratamentos para a bursite?

Depois do devido diagnóstico médico do problema, o paciente poderá ser encaminhado para o melhor tipo de tratamento. Como se trata de uma inflamação aguda ou crônica (devido à repetição de movimentos) na maior parte dos casos, os principais tratamentos envolvem métodos terapêuticos.

Nesse contexto, osteopatia é o nome dado para uma série de técnicas que, juntas, fazem diagnóstico, tratamento, reabilitação e mesmo prevenção de lesões que tenham a ver com os músculos ou ossos. É um tipo de abordagem médica muito usada ao redor do mundo e que foca no histórico pessoal de cada paciente, no seu corpo e nos meios para que ele se recupere e se previna.

No caso da bursite, a osteopatia é especialmente útil como tratamento preventivo. Se houve um caso agudo, é possível que um osteopata seja indicado para evitar reincidências. Ainda assim, quando o caso é crônico, a osteopatia serve para reabilitar o paciente antes de prevenir que aconteça de novo. As técnicas aplicadas envolvem manipulação das articulações contaminadas, bem como dos tecidos, ligamentos, músculos e o próprio esqueleto. Isso faz com tudo entre novamente em harmonia, consertando o que há de errado e melhorando a qualidade de vida.

Em alguns casos, o osteopata pode associar o tratamento a outras terapias, como acupuntura, massagens e até estimulação elétrica. Mudanças nos hábitos do paciente também podem ser solicitadas.

Além da osteopatia, outros tratamentos podem incluir fisioterapia, medicações (quando a causa for infecciosa), injeções, punções e cirurgia para as situações mais graves.

De qualquer forma, a melhor maneira de se livrar da bursite será recomendada por um especialista depois da avaliação adequada. Converse com ele, exponha todas as suas dúvidas e não tenha medo de tentar o que for melhor para você. São seu corpo e sua saúde em questão!

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisioterapeuta osteopata em São Paulo!