Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Como a osteopatia atua no tratamento da cefaleia?

Mais de 13 milhões de brasileiros possuem cefaleia crônica, e mais de 94% das pessoas terão, pelo menos, um episódio de cefaleia na vida. Trata-se de um dos problemas mais incômodos e incapacitantes que acometem o ser humano.

Entre os tratamentos disponíveis para esse mal, a osteopatia tem apresentado bons resultados. Acompanhe-nos agora nessa leitura para entender melhor sobre os benefícios dessa prática para o tratamento desse tipo de dor de cabeça!

O que é a Osteopatia?

Criado nos Estados Unidos por Andrew Taylor Still, o tratamento denominado Osteopatia visa restabelecer a função das estruturas e dos sistemas corporais, por meio da intervenção manual sobre os tecidos – articulações, músculos, fáscias, ligamentos, cápsulas, vísceras, tecido nervoso, vascular e linfático.

Tratamento da cefaleia

A maioria das pessoas que sofrem com dores de cabeça constantes tendem a se entupir de medicamentos analgésicos. Esses remédios, por sua vez, aliviam temporariamente os sintomas, mas não solucionam a “raiz” do problema.

A osteopatia, por outro lado, abre condições para que o próprio organismo do indivíduo se equilibre. Não se trata de demonizar os remédios e jogá-los para escanteio – eles têm seu lugar e auxiliam na técnica.

Como funciona o tratamento osteopático?

O profissional habilitado a desenvolver esse procedimento atua para relaxar os músculos que estejam causando a dor, melhorando, entre outras coisas, a drenagem venosa do crânio.

Para diagnosticar os tecidos envolvidos na cefaleia, o osteopata analisa o histórico clínico do paciente e investiga o tipo de cefaleia presente e suas possíveis causas.

Após o diagnóstico, realiza-se a inspeção estática, ou seja, as tendências posturais, e testes sobre o corpo, para detectar problemas mecânicos relacionados à dor e agir no foco deles.

Resultados

Em 2001, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu a osteopatia como uma especialidade médica, declarando esta como “um sistema de medicina que enfatiza a teoria de que o corpo pode fazer seus próprios remédios, dadas as relações estruturais normais, condições ambientais e nutrição”.

Essa abordagem, em geral, apresenta resultados rápidos e duradouros. É indicada para todas as pessoas e não representa risco para a saúde, muito pelo contrário.

Se o indivíduo não sofreu traumas diretos na cabeça ao longo da vida (quedas, pancadas, acidentes automobilísticos, etc.), a osteopatia entende que as dores de cefaleia são sintomas de uma série de quebras de homeostase do organismo.

Hábitos saudáveis

Para prevenir a dor de cabeça, além do tratamento regular de osteopatia, recomenda-se seguir hábitos saudáveis, como dormir bem (de acordo com suas necessidades), ter uma alimentação saudável e praticar exercício físico regularmente.

Também é recomendado ter uma postura correta, relaxar, recorrendo às técnicas de meditação, respiração profunda e yoga. Além disso, alongar o pescoço e a parte superior do corpo (especialmente se o trabalho envolve digitar ou usar o computador), além de usar óculos adequados para correção de possíveis problemas de visão, podem ajudar você a não sofrer com cefaleia.

 

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Osteopatia SP.