Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Como prevenir distúrbios somato-emocionais

O mau uso da tecnologia e o distanciamento entre os relacionamentos interpessoais são dois dos principais responsáveis pelo crescimento contínuo no número de casos de distúrbios somato-emocionais. Você já ouviu falar nestas patologias? Com certeza sim, mas não com esse nome. Leia este post até o final para entender mais sobre o problema e descobrir as formas de prevenção.

O que são os distúrbios somato-emocionais?

São doenças que produzem efeitos tanto no corpo como na mente. As nossas células e tecidos têm uma memória própria, que é construída a partir das nossa crenças e das experiências que temos ao longo da vida. Nessa memória, ficam armazenados todos os acontecimentos bons e ruins. As lembranças negativas, que geralmente são ocasionadas por traumas, produzem uma marca em nosso corpo que chamamos de cicatrizes patológicas. Isso explica por exemplo porque a pessoa que sofre um assalto fica com medo, não consegue entrar no carro ou ir para o local em que aconteceu o fato. A formação dessas cicatrizes promove a adaptação dos tecidos corporais, causando sintomas clínicos no indivíduo. Assim, a maioria das disfunções orgânicas e causas de dor que nos acometem estão relacionadas a essas memórias. Os distúrbios somato-emocionais mais comuns são:
  • ansiedade;
  • depressão;
  • síndrome do pânico;
  • estresse;
  • fibromialgia;
  • alterações reumatológicas e neurológicas;
  • insônia;
  • entre outras.
Em alguns casos, também provocam síndromes dolorosas de origem músculo-esquelética.

O que fazer para evitar esses distúrbios?

A melhor forma de se evitar o aparecimento de uma alteração somato-emocional é buscar o autoconhecimento. Assim, será possível compreender o que acontece no seu corpo e mente. Para obter esse autoconhecimento, é recomendado que você evite as reações emocionais excessivas, não agindo por impulso, sendo flexível consigo mesmo, conhecendo e respeitando seus limites. Outra recomendação que ajuda a evitar a formação das cicatrizes patológicas é conversar sobre o que pensa e como se sente. O acúmulo de emoções negativas pode provocar reações físicas indesejáveis. A microfisioterapia é uma técnica de terapia manual que atua diretamente no tratamento desses distúrbios. Você já ouviu falar dela?

Como a microfisioterapia pode ajudar?

Trata-se de uma técnica de terapia manual, desenvolvida na França, em 1983, pelos fisioterapeutas e osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini. A partir dos estudos desses franceses, foram desenvolvidos mapas corporais que identificam a localização das cicatrizes patológicas. Essa abordagem terapêutica tem como objetivo entender e identificar a origem principal de uma doença ou de um sintoma apresentado pelo paciente. Por meio de toques manuais, os pontos dessas cicatrizes são estimulados. Em seguida, há uma busca para a identificação da causa desses traumas e, posteriormente, a memória tecidual é apagada e reprogramada. As principais indicações da microfisioterapia são:
  • distúrbios somato-emocionais;
  • dores de cabeça;
  • distúrbios do sono;
  • transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH);
  • alergias;
  • fobias;
  • Entre muitas outras.
As sessões são indolores e costumam durar cerca de 60 minutos. A quantidade de atendimentos irá variar de acordo com a condição do paciente. Ficou interessado? Na clínica Osteopatia SP temos profissionais especializados e com uma ampla experiência na área da microfisioterapia para auxiliar você no tratamento de distúrbios somato-emocionais. Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Osteopatia SP.