Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Dor no ombro: diagnóstico e tratamento

A dor no ombro é uma dor muito comum nos dias de hoje. Com o aumento das nossas atividades diárias, o ombro costuma se sobrecarregar muito, e acaba sofrendo algumas lesões que são manifestadas através da dor e da incapacidade de movimentos, outrora realizados normalmente.

Pensando nisso, elaboramos este artigo, a fim de tirar as dúvidas dos possíveis diagnósticos para as dores no ombro e os tratamentos mais indicados para cada tipo de diagnóstico. Acompanhe!

Entendendo as articulações do ombro

As articulações que se encontram no ombro são responsáveis por gerar movimentação nos ombros e braços, e são diferentes das articulações do joelho, por exemplo, que são responsáveis por receber o peso do corpo – além da movimentação, claro.

Nos ombros, os músculos e os tendões são peças-chave para o funcionamento dos movimentos que os ombros são capazes de fazer. Para isso, é preciso que eles estejam saudáveis e sendo usados corretamente, para não serem danificados, gerando um grande problema, que vamos explicar a seguir.

Causas e diagnósticos das dores no ombro:

As causas para as dores no ombro são inúmeras, e mudam conforme o histórico do paciente e das atividades que ele desenvolve. As causas mais comuns são:

1. Excesso de exercício físico

Atletas de natação, tênis, vôlei, beisebol e outros esportes que envolvem movimentação dos ombros, geralmente desenvolvem dores e inflamações na região por conta do excesso de movimentação.

Pessoas que fazem muita musculação nos ombros também podem danificar as articulações, tendões e os músculos dos ombros, causando, assim, muita dor. O atleta desenvolve tendinite do manguito rotador, que é uma inflamação nos tendões. O tratamento pode ser efetuado através de cirurgia, anti-inflamatório, pomadas, etc.

2. Envelhecimento

É natural que, ao ficarmos mais velhos, os desgastes de tendões e a diminuição dos músculos dos ombros deem sinais, pois a dor se desenvolve com o tempo. O tratamento ocorre com anti-inflamatórios e pomadas.

Esse desgaste natural se dá por conta da perda da cartilagem dos ombros, que servem como proteção. Neste caso, a doença chama-se artrite, e não tendinite. Mas é importante consultar um médico, que irá indicar o tratamento correto para cada um dos pacientes.

3. Trauma ou fraturas nos ombros

Pessoas que sofreram algum tipo de acidente, que caíram em cima do ombro ou sofreram algum trauma, também podem desenvolver dores agudas e crônicas. Para esse tipo de situação, algumas vezes não há cura, embora exista tratamento – normalmente os mesmos indicados anteriormente: anti-inflamatórios e pomadas.

4. Bursite

Bursite também é uma das causas mais comuns para as dores no ombro. Isso porque quem tem bursite não sabe que tem, e acaba não procurando um especialista para começar um tratamento.

Um dos erros mais comuns é o paciente seguir tendo as dores sempre, achando que é tendinite ou outra causa, e não consultar o especialista na área. A bursite é uma inflamação da bursa (glândula), encontrada nas articulações. Essa glândula é responsável por facilitar os movimentos das articulações do ombro. Quando ela está inflamada, gera muita dor e desconforto nos movimentos.

A bursite não tem cura, mas há tratamento, proporcionando uma vida tranquila às pessoas que possuem essa inflamação.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como osteopata em São Paulo e Belo Horizonte.