Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Saiba por que a enxaqueca e a dor muscular estão relacionadas

A enxaqueca é uma dor de cabeça intensa e que acomete de 5% a 25% das mulheres e de 2% a 10% dos homens, segundo o Ministério da Saúde. Com sintomas complexos, por vezes, se mostra uma doença de difícil diagnóstico, já que se apresenta de diversas formas no corpo humano.

Por ser uma cefaleia composta, sua relação com a dor muscular é complementar, isso quer dizer que pessoas com altos níveis de estresse, muitas preocupações, músculos do pescoço tensos, diversas tarefas e compromissos durante o dia correm maior risco de ter esse tipo de cefaleia advinda de tensões musculares.

Os sintomas mais comuns desse problema são: dor de cabeça intensa, contínua e latejante, náuseas, enjoos e vômitos, sensibilidade à luz e a sons, irritabilidade, mal-estar e dor em diferentes partes da cabeça e do rosto. Todos esses sintomas podem vir separados ou em conjunto e são sinais de alerta para quem sofre desse mal. Ao menor sinal de início de uma crise, é preciso tomar as medidas de rotina ou ir ao médico para receber acompanhamento com medicamentos.

Quando falamos desse tipo de dor de cabeça que está diretamente ligada a tensões musculares causadas pela correria do dia a dia, os sintomas podem mudar um pouco. A dor é constante, porém mais leve, e é composta por uma pressão. Nesses casos a exaustão do corpo é o gatilho para a dor atacar. Mesmo correndo o risco de se tornar crônica, é possível que a esse tipo de cefaleia que acompanha as dores musculares seja tratada com analgésicos, relaxantes musculares e descanso.

Existem diferentes tipos de dores de cabeça e, para diferenciá-las e se medicar de forma correta, é essencial ter o acompanhamento de um profissional médico especializado. Ao falarmos de dores de cabeça tensionais, que são as ocasionadas pelas tensões musculares do corpo, podemos destacar  algumas que são características e que podem desencadear no futuro crises de enxaqueca.

Dores em faixa horizontal 

São dores tensionais que comprimem uma faixa no topo da cabeça, atingindo testa e atrás dos olhos, podem ser confundidas com sinusite ou mesmo enxaqueca.

Tensão no pescoço e na nuca 

São sinais de uma rotina corrida e estressante, muito tempo na mesma posição, por exemplo, sentado para trabalhar no escritório, dirigir ou ler, podendo enrijecer ombros, pescoço e nuca, levando a dores tensionais e até a crises.

Distúrbios do sono 

Dormir pouco, dormir mal, acordar muitas vezes à noite, ir dormir tarde e levantar cedo, todas essas rupturas do sono podem ocasionar dores de cabeça, dores musculares e em longo prazo podem desencadear crises.

Tratamentos

Existem diversos tipos de tratamentos para aliviar os sintomas musculares e consequentemente precaver possíveis ataques da enxaqueca. Consulte um médico da área e faça um acompanhamento personalizado, garantindo o seu bem-estar e a sua saúde. A fisioterapia e a osteopatia são importantes aliadas na abordagem integral do problema.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisioterapeuta em São Paulo!