Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
A osteopatia no tratamento da fibromialgia
fibromialgia

A osteopatia no tratamento da fibromialgia

A fibromialgia é uma síndrome que deixa o corpo muito mais sensível a dores, com certa fragilidade em tecidos moles e nas articulações de tendões e músculos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica a síndrome como uma “condição dolorosa, não articular, que atinge aos músculos, sendo por sua vez a causa de uma dor musculoesquelética generalizada e crônica”.

Transmite ao paciente sensações intensamente dolorosas e que são difíceis de aguentar. Embora muitas pessoas desconheçam esse fato, a medicina possui terapias naturais que ajudam a amenizar as dores da fibromialgia, além de trazerem diversos efeitos benéficos à saúde. Um desses tratamentos se chama osteopatia.

Não se sabe ao certo as causas dessa síndrome. O fator patológico pode estar ligado às mudanças hormonais e a outros problemas, como falta de sono, infecções ou fadiga e estresse.

Sabe-se também que o problema atinge em maior número mulheres com mais de 40 anos e que tenham sofrido algum tipo de conflito emocional.

Por se tratar de um mal tão intenso e doloroso, é necessário que cada vez se torne mais conhecido um dos principais meios de tratamento e redução dessa dor. Dentro da medicina alopática, é comum a adoção de medicamentos anti-inflamatórios, embora outras técnicas sejam capazes de surtir um efeito ainda melhor no paciente e complementar o tratamento, como a osteopatia.

E como funciona o tratamento da fibromialgia com a osteopatia?

Esse tratamento tem a função de restaurar o equilíbrio do corpo, tanto funcional como estrutural. E, para tanto, a técnica utiliza recursos como termoterapia, massagens, alongamentos, libertação miofascial (aliviando a dor, a tensão e ajudando na mobilidades dos músculos).

Para cada complicação causada por essa condição de dor, a osteopatia utiliza um caminho de cura. Se, por exemplo, compromete parte dos músculos e dos ossos, é aplicada pelo osteopata a estrutural. Quando ataca o aparelho digestivo, é utilizado um tratamento à base da visceral. Se atacar o lado emocional do paciente, utiliza-se a crânio-sacral.

Dessa forma, embora não se tenha ainda a cura dessa síndrome, com esse tratamento, é possível amenizar todo o sofrimento do paciente, dando a ele condições de recuperar a energia e ter de volta uma parte das atividades normais. Ele deve manter essa linha de tratamento com certa frequência, para que as dores não voltem.

Um conselho dos médicos é que as pessoas não esperem as dores se complicarem para procurarem o tratamento. Não subestime as dores e, se perceber que estão constantes, busque um médico especialista para o diagnóstico rápido.

Assim, caso seja confirmada a fibromialgia como a causa dessas dores, um tratamento à base da osteopatia poderá amenizar as sensações e até prevenir que tais complicações se agravem com o tempo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisioterapeuta osteopata em São Paulo!