Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
15 doenças que podem ser tratadas com a microfisioterapia

No ocidente, a base da maioria dos tratamentos são os medicamentos sintéticos. No entanto, mesmo sendo eficientes no processo de recuperação, eles podem afetar o organismo e provocar uma série de efeitos colaterais. Por esse motivo e pela necessidade de se ter um tratamento mais completo para a manutenção da saúde, métodos terapêuticos não convencionais têm sido cada vez mais usados. Um exemplo disso é a microfisioterapia.

Quer saber mais como a microfisioterapia pode ajudar no seu dia a dia? Confira, em seguida, algumas das doenças tratadas por meio dessa abordagem.

A microfisioterapia como recurso de tratamento

A microfisioterapia é uma técnica manual que parte do objetivo de tratar a razão/causa da doença e não somente os sintomas. Esse método terapêutico é muito ligado à questão da prevenção e cura de patologias. Além disso, visa promover melhor qualidade de vida para a pessoa.

Do lado da prevenção, por exemplo, a microfisioterapia pode ser usada para lidar com episódios recorrentes de irritabilidade, irregularidade no funcionamento do intestino, queda de cabelo, problemas no sono e cansaço excessivo, dentre uma série de outros desconfortos.

Algumas das doenças físicas e psicológicas que podem ser tratadas com a microfisioterapia estão enumeradas abaixo.

  1. alterações hormonais;
  2. asma;
  3. transtorno de ansiedade;
  4. síndrome do pânico;
  5. depressão;
  6. enxaqueca;
  7. sinusite;
  8. bronquite;
  9. rinite;
  10. traumas físicos;
  11. dor muscular;
  12. dor na coluna;
  13. traumas emocionais;
  14. déficit de atenção;
  15. problemas em recém-nascidos.

Essa lista é ampla, mas a gama de doenças que podem ser tratadas por meio dessa técnica vai muito além. Tamanha variedade é a prova de que a microfisioterapia é ampla e completa, com benefícios para várias áreas.

Microfisioterapia na prática

É muito simples compreender como funciona a microfisioterapia. Normalmente, uma sessão pode durar entre 40 e 60 minutos. Já na primeira oportunidade é possível perceber uma relativa melhora.

Contudo, alguns casos podem requerer mais de uma sessão para que seja possível garantir ao indivíduo o completo restabelecimento.

Para realizar a terapia, o especialista fará uma avaliação completa do caso, com um foco especial nos pontos que constituem a queixa principal. Depois disso, a pessoa será acomodada em uma maca para que o profissional inicie a sessão de microfisioterapia.

Benefícios da microfisioterapia

Os indivíduos que são submetidos a um tratamento com microfisioterapia são beneficiados em vários aspectos, como por exemplo:

  • melhora do estado emocional;
  • prevenção de doenças;
  • mais saúde e qualidade de vida;
  • tratamento da causa e não somente do sintoma da doença;
  • alívio e tratamento das dores;
  • melhores condições para uma recuperação mais eficiente.

Conclusão

A microfisioterapia não é um obstáculo à medicina de emergência, principalmente na questão dos medicamentos e cirurgias. Na realidade, ela pode ser considerada como um complemento, pois à medida que os medicamentos atuam nos sintomas, essa técnica atua na causa do problema. Dessa forma, o indivíduo tem garantida uma abordagem mais eficaz e completa de sua condição.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Osteopatia SP.