Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Quantas sessões de microfisioterapia devo fazer?

Quem possui dor crônica ou sofreu situações traumáticas se sente frustrado quando as técnicas e tratamentos convencionais não resolvem o problema. A microfisioterapia é uma possibilidade de tratamento e alívio para dores crônicas, fibromialgia, enxaquecas, alergias, distúrbios de sono, fobias e traumas emocionais. A técnica pode também ser empregada de forma preventiva e ajudar no desempenho esportivo.

Por meio de toques pelo corpo, os profissionais conseguem retirar os incômodos e memórias dolorosas que se instalaram pelo corpo.

Os tecidos do corpo retêm a memória das dores e traumas sofridos em qualquer fase da vida. Através de um mapeamento é possível identificar esses locais e tratá-los.

Os benefícios atribuídos à técnica são muitos, entre eles:

  • Melhora do estado emocional;
  • Tratamento das dores;
  • Controle dos distúrbios gastrointestinais;
  • Estimulação do sistema imunológico;
  • Prevenção de doenças;

Como funciona a sessão de Microfisioterapia?

No início da sessão, o paciente relata os motivos de sua consulta. Após esse momento, o paciente se deita sobre maca. Na primeira parte da sessão é realizada uma investigação micropalpatória que possibilita alcançar a causa do sintoma relatado, chamada de cicatriz patológica.

Na segunda parte, o profissional inicia a procura pelo sintoma que causou a cicatriz. O fisioterapeuta mantém uma mão na cicatriz ou causa e examina com a outra mão o sintoma transitando pela linha média do corpo e investigando qual o nível afetado. Depois que o nível é localizado, a investigação é realizada na linha transversal. O tecido alcançado possibilita reencontrar o sintoma e estimular a cicatriz, desencadeando o processo de autocorreção.

A quantidade de sessões varia conforme o tipo do problema e o grau de dificuldade apresentado. Geralmente, o tratamento dura até quatro sessões com duração de 50 minutos cada.

As sessões devem ter um intervalo de três a quatro semanas, para que o organismo consiga desenvolver seu trabalho de autocura. Casualmente, dependendo da gravidade do problema, são indicadas duas sessões consecutivas.

Após o tratamento, é recomendado realizar uma sessão ao ano ou a cada seis meses para manutenção e controle.

Não é preciso se despir para fazer as sessões. Porém, é indicado o uso de roupas leves para que os sinais vitais fiquem mais perceptíveis.

O que acontece depois das sessões?

O processo de autocura que o organismo desenvolve após as sessões de microfisioterapia pode causar leve cansaço durante os primeiros dias. Dessa forma, é recomendado que o paciente repouse após a sessão, não faça atividades físicas e nem dirija por longos períodos.

Para minimizar os sintomas do cansaço e ajudar no processo de eliminação das cicatrizes, recomenda-se beber muita água nos dias subsequentes à sessão.

Apesar de não ser comum, outros sintomas podem surgir, como diarreia, náuseas, aumento da dor e febre por um ou dois dias. Sendo assim, o paciente deve descansar e permitir que o seu corpo faça o trabalho evitando o uso de medicamentos convencionais. A microfisioterapia deve ser realizada por profissionais capacitados para localizar e tratar a memória traumática, promovendo alívio da dor e cura do problema.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Conheça melhor a clínica Osteopatia SP lendo mais artigos no nosso blog!