Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Você sabe o que é nutrição funcional?

Quando se fala em nutrição funcional, muita gente ainda desconhece o tema. Porém, este já é um processo muito difundido nos países da Europa e nos EUA. Resumidamente, consiste em uma adequação alimentar que tem como objetivo equilibrar os nutrientes no organismo. Em vez de cortar calorias e promover o emagrecimento, essa técnica promove a correção de problemas nos diversos sistemas do corpo humano, prevenindo o surgimento de várias doenças. No Brasil, há mais de uma década, a metodologia considera a bioquímica de cada pessoa para desenvolver uma dieta personalizada, focando em alimentos que desenvolvam o bem-estar individual. Para isso, foca em itens de qualidade, com função protetora, antioxidante, de recuperação e manutenção das funções do corpo.

Como funciona a nutrição funcional?

Mapeamento do paciente

O responsável por planejar a nutrição funcional fará uma entrevista com o paciente, mapeando todas as questões relativas ao seu estilo de vida e informações sobre a saúde. Nesse momento, ele vai levantar todos os dados relativos ao funcionamento dos sistemas orgânicos, histórico de estresse, ansiedade, tensão pré-menstrual, alterações constantes de humor, queda de cabelo e deficiências de nutrientes. O paciente deve realizar, também, uma série de exames laboratoriais. Com as respostas obtidas, é possível diagnosticar as carências e excessos de nutrientes no organismo. A partir daí, é estipulada uma dieta para reequilibrar o funcionamento por meio da alimentação, ingestão de probióticos e suplementos vitamínicos.

Efeitos no organismo

A nutrição funcional realiza uma espécie de limpeza no organismo. Para isso, age mais efetivamente em alguns órgãos, como o fígado e o intestino, que possuem funções importantes na eliminação de toxinas. Além disso, esse processo contribui para o aumento da energia e disposição do paciente. A adequação dos níveis de nutrientes tem efeitos sobre o sistema imunológico. Com a eliminação da dieta de alimentos que podem causar irritações e alergias, as células trabalham de maneira mais efetiva. Com o consumo de gorduras saudáveis, o corpo produz mais energia e de maneira adequada. O metabolismo se modifica, transformando completamente as funções do adepto à nutrição funcional. Por fim, toda essa adequação impacta os níveis hormonais, controlando as taxas de estrogênio, testosterona e progesterona. Além disso, os receptores hormonais passam a atuar melhor.

Para quem é indicada a nutrição funcional?

Por se tratar de um processo de construção de dieta individualizada, focando nas necessidades de cada paciente, a nutrição funcional é indicada para todos. Por isso, é fundamental ressaltar que as orientações que o profissional passa para uma pessoa não podem ser compartilhadas com outras.

Para melhorar os resultados

Como em todo processo de dieta e reeducação alimentar, os adeptos da nutrição funcional alcançam melhores resultados quando inserem atividades físicas em suas rotinas. A combinação de um processo alimentar adequado e saudável a uma rotina de atividades promove o bem-estar, melhora a qualidade de vida e libera substâncias orgânicas fundamentais, grande diferencial no processo. Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Osteopatia SP.