Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Entenda a importância da nutrição orientada para o atleta

Uma boa alimentação exige a ingestão de uma ampla variedade de nutrientes. No entanto, até mesmo pela rotina corrida, muitas pessoas ficam presas ao hábito de comer os mesmos cinco a dez alimentos básicos repetidamente. Mas, para ter saúde, é preciso ter equilíbrio e nutrição adequada.

E quando pensamos nos atletas, o cuidado é ainda maior, pois não é recomendável que eles façam dietas sem orientação, uma vez que apresentam uma demanda nutricional diferente.

Continue a leitura para saber por que a nutrição orientada é tão importante para os atletas. Confira!

A boa nutrição dá energia e melhora o desempenho

Carboidratos, proteínas e gorduras saudáveis ​​fornecem o combustível necessário para manter a energia. Os carboidratos estão envolvidos na regulação dos níveis de açúcar no sangue e de glicogênio nos músculos, o que é vital para prevenir a fadiga muscular.

Embora o cuidado com a ingestão de gordura seja importante, também é bom saber que restringi-la severamente em sua dieta é imprudente, uma vez que as gorduras fornecem ácidos graxos essenciais, utilizados pelo corpo como fonte de energia, especialmente em atividades com duração superior a uma hora. Para se ter uma ideia, os ácidos graxos podem fornecer até 75% da energia necessária para o bom desempenho aeróbico dos atletas em longo prazo.

Já a proteína ajuda a construir novos tecidos e é usada como fonte de energia, sendo sua necessidade maior para quem pratica treinamento de resistência.

Ajuda no controle de peso

A boa alimentação também é fundamental para manter um peso saudável, uma condição essencial para atletas. Assim, quem precisa perder peso deve ter cuidado ao iniciar uma dieta, pois restringir severamente calorias, proteína ou gordura, além de perigoso para o organismo, afeta negativamente o seu desempenho atlético.

É recomendada, então, a ingestão de vegetais ricos em fibras, frutas, grãos integrais e legumes para obter nutrientes essenciais. Da mesma forma, também são indicadas fontes de proteína magra e laticínios com baixo teor de gordura. Procurar um nutricionista registrado ajuda a identificar qualquer comportamento alimentar não saudável e criar um plano alimentar que atenda às necessidades específicas de quem pratica esportes.

Hidratação é fundamental

Manter-se hidratado é vital para todos, especialmente para quem pratica esportes. O desequilíbrio de fluidos no organismo afeta o desempenho esportivo e ainda aumenta os riscos de sofrer desidratação. Além disso, a água fornece lubrificação musculoesquelética e ajuda a transportar nutrientes por todo o corpo.

Embora a desidratação possa ocorrer em qualquer ambiente, ela é uma preocupação maior para quem faz atividade física em condições quentes ou úmidas.

A água é a fonte habitual para manter-se hidratado, mas, nos casos de atividades intensas praticadas por mais de uma hora, é aconselhável ingerir uma bebida esportiva para substituir os eletrólitos perdidos.

A maioria dos atletas não consome líquido suficiente durante os eventos esportivos, portanto, restaurar o equilíbrio pós-prática é essencial.  Depois do treino, o recomendado é consumir alimentos com alto teor de sódio. Comer uma pequena refeição contendo carboidratos, gordura e proteína dentro de 30 minutos da competição é ideal, mas pode ser um compromisso irreal para se cumprir. Se este for o caso, tente comer alimentos nutritivos, como pães integrais, maçãs ou bananas.

Nem sempre é fácil dar a atenção devida à nutrição. Porém, é primordial colocá-la como prioridade, principalmente se você é atleta, pois sua alimentação será o diferencial para vencer as competições.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais a Osteopatia SP.