Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Osteopatia para distúrbio do sono: conheça os benefícios da terapia

A insônia é um dos piores incômodos que alguém pode ter. Em meio às rotinas frenéticas na vida urbana, ter uma boa noite de sono se torna um enorme desafio para quem precisa descansar. Há, no entanto, uma medida eficaz e pouco conhecida para evitar esse problema:  é a osteopatia para distúrbio do sono, que pode ser tranquilamente aplicada a crianças e adultos, com ótimos resultados.

Técnica indolor e altamente benéfica, esse tipo de osteopatia trabalha intensamente a área craniana, fazendo com que o corpo reaja a estímulos de sono com mais facilidade e obedeça a esses comandos sem maiores problemas.

O que é a osteopatia para distúrbio do sono?

É uma prática que consiste na percepção de movimentos rítmicos bem leves e instantâneos na região do crânio. É por isso que o procedimento também é chamado de “osteopatia craniana” em clínicas e centros especializados em osteopatia.

O grande destaque da técnica é que os movimentos provocados são bem sutis e involuntários, e portanto mais fáceis de serem percebidos. Esses movimentos são conhecidos como MRP ou “movimento respiratório primário”. Se o corpo possui alguma irregularidade com o MRP, o crânio não consegue manter um equilíbrio entre esses movimentos e a caixa craniossacral.

O indivíduo passa, então, a sofrer algumas tensões intracranianas por conta do desequilíbrio na região, desregulando seu horário de sono ou diminuindo consideravelmente seu índice de sono.

Por que esse problema acontece?

Por meio de uma pré-avaliação, o osteopata poderá identificar alguns aspectos sobre o porquê do sono desregulado. Em geral, o principal e mais frequente fator é algum trauma ou lesão, seja de forma direta ou não, na região da cabeça. De acordo com a intensidade do acidente, é possível que a caixa craniossacral não consiga mais corresponder aos estímulos do MRP, provocando um distúrbio para dormir.

Alguns casos de partos mais complicados, como a cesariana e o fórceps, também estão incluídos nas causas do problema. Quem nasceu em parto de cesárea poderá sofrer com a dificuldade, pois o crânio pode ter sido pressionado no momento do parto.

Outras situações envolvendo cólicas, dores intestinais ou dificuldades respiratórias e digestivas também podem ser um fator de risco para o transtorno do sono.

Quero fazer o procedimento. Quais benefícios posso esperar?

Como a osteopatia para distúrbio do sono trabalha diretamente no MRP, o indivíduo pode ter um sono mais tranquilo e ainda corrigir possíveis deformidades cranianas que ainda estiveram presentes em partes da caixa craniossacral.

Pessoas com sinusite, refluxos, azias e quaisquer problemas digestivos também podem usufruir de noites mais calmas e sem indícios de qualquer irregularidade. Na área neurológica, o sistema nervoso adquire maior estabilidade e até enxaquecas são eliminadas por meio da técnica.

Pessoas que sofrem com problemas psíquicos como depressão, transtornos de ansiedade generalizados e hiperativos também são beneficiadas com o procedimento. Isso porque o corpo fica relaxado e responde melhor aos estímulos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisioterapeuta osteopata em São Paulo!