Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Como a osteopatia atua no tratamento da gastrite?

A gastrite é uma inflamação, irritação ou erosão do revestimento do estômago e pode ocorrer de repente (aguda) ou gradualmente (crônica). Uma das metodologias que tratam a gastrite e doenças digestivas é a osteopatia.

Os procedimentos osteopáticos podem impactar positivamente nos sistemas nervoso, circulatório e linfático, para melhorar a função corporal e a saúde geral. Ainda, algumas técnicas trazem melhorias internas ao corpo, sem necessidade de tratamento cirúrgico invasivo.

Neste post, veremos como a osteopatia tem ação positiva no tratamento da gastrite. Acompanhe!

O que é a gastrite e quais seus sintomas?

Gastrite é um termo geral para um grupo de condições com um ponto em comum: inflamação do revestimento do estômago, que pode vir a ser o resultado da infecção com a mesma bactéria que causa a maioria das úlceras estomacais. O uso regular de certos analgésicos e o consumo excessivo de álcool também contribuem para o mal.

Os sinais e sintomas da gastrite incluem:

  • sensação de queimação ou dor (indigestão) no abdômen superior, que pode ficar pior ou melhorar com a ingestão;
  • náusea;
  • vômito;
  • uma sensação de plenitude no abdômen superior depois de comer.

É importante ressaltar que a gastrite nem sempre causa sinais e sintomas.

O que é a Osteopatia?

A medicina manipulativa osteopática é um procedimento que visa melhorar a saúde e o bem-estar geral das pessoas.  A técnica envolve alongar, massagear e movimentar o sistema músculo-esquelético. O tratamento usado busca afetar positivamente os sistemas nervoso, circulatório e linfático do corpo.

Nele, o osteopata se concentra nas articulações, músculos e coluna. Além disso, a intervenção osteopática pode ajudar a tratar artrite, dores nas costas, de cabeça, cotovelo de tenista, problemas digestivos, como refluxo, e posturais.

O tratamento pode ajudar nos ciclos do sono e nos sintomas nervosos, circulatórios e linfáticos. As técnicas incluem alongamento, pressão suave e resistência, conhecidas como medicina manipulativa osteopática.

Osteopatia no tratamento de gastrite

Com distúrbios digestivos, algumas zonas específicas no corpo precisam de maior atenção, o que inclui o sistema nervoso. O suprimento de nervos das vértebras T5 a L2 ajuda desde a distribuição nervosa até os órgãos da digestão, assim como o sistema parassimpático da cabeça ao sacro.

Os osteopatas verificam os órgãos da digestão, bem como seu posicionamento, e são capazes de sentir a mobilidade deles, o seu funcionamento, bem como o fluxo sanguíneo dessas estruturas. Isso tudo é um esforço de otimização para que o corpo assuma e se autorregule como normalmente deve fazer.

*Se você está sofrendo de algum dos sintomas ou distúrbios que mencionamos, recomendamos uma visita ao osteopata para uma avaliação. Assim, será possível se beneficiar desse tipo de tratamento.

Por que a osteopatia é um dos tratamentos mais eficazes?

A osteopatia, como método de impacto físico manual no corpo humano, é uma das formas mais suaves e gentis de restauração da saúde. A técnica cria uma atmosfera psicológica positiva e aumenta a eficácia do tratamento.

Além disso, funciona não apenas em nível local, mas em todo o organismo, já que o tratamento é baseado no princípio “o organismo é uma unidade única”. Ainda, diferente do que alguns acham, o osteopata não trata apenas os sintomas de distúrbios.

Uma abordagem integrada permite identificar e eliminar tanto os sintomas visíveis como as causas subjacentes das doenças. A osteopatia aumenta a vitalidade geral, a resiliência e a vitalidade dos tecidos, o que permite ativar o sistema imunológico e iniciar as forças de autocorreção do funcionamento do corpo.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Osteopatia SP.