Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Saiba como o pilates atua na recuperação de atletas

O corpo de um atleta sofre constante estresse. A atividade física de alto rendimento exige muito do organismo, forçando ao máximo o desempenho da musculatura, dos ligamentos, tendões, ossos, articulações etc. Por isso, na rotina de um esportista, é muito importante que sejam incluídas atividades voltadas para a recuperação. E é neste contexto que se encaixa o pilates.

O físico do atleta deve ser capaz não só de manter uma rotina de treinamento frequente e superar uma prova intensa. Ele deve conseguir voltar a estas atividades com máximo desempenho, e esta disciplina oferece uma série de recursos que conferem ao atleta melhor capacidade de recuperação.

Como o pilates auxilia na recuperação de atletas

Este método foi desenvolvido com o objetivo de proporcionar uma atividade completa, com vários níveis de exigência e de baixo impacto. Assim, ele permite um desenvolvimento sadio de todo o corpo.

Com seu trabalho integral, a modalidade é capaz de promover melhoras em todos os sistemas como um conjunto. A prática possibilita uma sobrecarga progressiva por meio de posturas que não causam estresse aos ligamentos e tendões, enquanto simultaneamente promove seu fortalecimento.

Além disso, os equipamentos e exercícios desenvolvidos especificamente para a modalidade auxiliam no tratamento de problemas ortopédicos e musculares. Os treinos promovem o reequilíbrio de músculos e ossos que possam estar desbalanceados.

Isto é muito interessante para a população em geral, mas principalmente para os atletas. A atividade de alto desempenho exige grande esforço muscular e articular – o que, muitas vezes, leva o atleta a desenvolver encurtamentos e tensões localizadas.

Utilizando a modalidade na fase de recuperação, propicia-se o treinamento e reforço destas estruturas ao mesmo tempo em que se trata o efeito colateral do esforço extremo. Ou seja, o método pode ser empregado simultaneamente como um treinamento acessório (independente da modalidade do atleta) e como uma medida terapêutica.

Assim, nota-se um alívio dos desconfortos oriundos do alto nível de exigência física, bem como uma melhora da mobilidade. Deste modo, a recuperação é acelerada e o desempenho no esporte é aprimorado.

Indo além na recuperação do atleta

Outras técnicas podem ser empregadas com o intuito de potencializar os efeitos do pilates e contribuir para uma recuperação ainda mais rápida e eficiente. Neste contexto, a osteopatia se caracteriza como uma excelente medida complementar.

Atuando na reorganização estrutural do físico do atleta, a osteopatia complementa o trabalho realizado no pilates. Além disso, a osteopatia também realiza o tratamento de condições comuns em atletas amadores e profissionais, como síndrome do piriforme e da banda iliotibial, fascite plantar, contraturas, tendinopatias, entre outras.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como osteopata em São Paulo e Belo Horizonte.