Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
O pilates alivia ou intensifica as dores na coluna?

As dores na coluna são a principal causa de afastamento do trabalho no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Geralmente, este mal causa a ausência das funções por duas semanas, no mínimo. Apenas em 2016, mais de 116 mil pessoas receberam auxílio doença devido a crises dolorosas nas costas.

O que parece um sintoma comum e suportável pode ser incapacitante para milhares de pessoas, como vimos. Estima-se que de 70% a 85% da população brasileira terá pelo menos um episódio de dor nas costas durante a vida. 

As principais queixas dizem respeito às cervicalgias, lombalgias, ciatalgias e dores torácicas. Com relação aos fatores responsáveis por este sintoma, podemos citar:

  • desgaste na estrutura osteomuscular da coluna;
  • gestação;
  • degenerações;
  • inflamações;
  • doenças congênitas, como lordose e cifose;
  • quedas;
  • acidentes de trânsito;
  • sedentarismo;
  • esforço físico excessivo;
  • obesidade;
  • tabagismo;
  • doenças crônicas;
  • problemas emocionais, dentre outras causas.

Posso fazer pilates com dores na coluna nas costas?

Sim! O método pilates é essencialmente benéfico para aqueles que sofrem com dores nas costas, tanto na região lombar ou cervical, como na torácica. O alívio das dores ocorre de forma rápida, com a prática da atividade física de maneira recorrente. 

A fraqueza dos músculos abdominais é a principal causa das alterações na coluna. Tais músculos são responsáveis pela sustentação das costas e, portanto, quando não estão fortes o suficiente, geram a sobrecarga da coluna vertebral e as dores.

Para sustentar o esqueleto e ao mesmo tempo permitir que o corpo se movimente de forma livre e eficaz, é essencial que os músculos das costas estejam saudáveis e fortes. Uma mistura de força e flexibilidade, essencial para uma vida saudável e sem desconfortos. 

Para esse objetivo, o pilates tem sido uma solução eficaz. O método promove o realinhamento da postura, por meio de exercícios de alongamento, força, equilíbrio, respiração e consciência corporal. A atividade fortalece a musculatura das costas, que sustenta as estruturas vertebrais. 

Sendo assim, as alterações responsáveis por causar o sintoma da dor, como desalinhamento costal, degeneração dos discos e articulações intervertebrais, são corrigidas, desde que a atividade seja acompanhada por um fisioterapeuta habilitado.

O pilates elimina a tensão muscular sobre os ombros e quadris, tornando os movimentos mais naturais e corretos. 

É preciso ter atenção, no entanto, às posições mais complexas do método, desaconselhadas para pacientes com dores crônicas ou com disfunções na coluna vertebral. Nesses casos, é imprescindível a indicação médica para a prática do pilates. 

Os exercícios são realizados de forma individualizada e respeitando a limitação de cada aluno. Pacientes com dores nas costas poderão se sentir limitados, inicialmente, mas logo verão alívio na tensão dos músculos, além de sentir maior flexibilidade do corpo e autoconfiança para a continuidade da técnica. 


Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a
Osteopatia SP.