Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
O que ocorre quando os reflexos primitivos não estão integrados na vida adulta?

Você já ouviu falar em reflexos primitivos? O assunto é muito debatido entre os fisioterapeutas e é bem conhecido entre as gestantes e mães de recém-nascidos. De fato, eles são muito importantes. Entretanto, a permanência desses reflexos pode causar problemas ao longo da vida.

Se ficou interessado e quer saber mais, leia este texto que traz todas as informações que você precisa saber. Acompanhe.

O que são reflexos primitivos?

São chamados de reflexos primitivos os movimentos automáticos de resposta a estímulos sensoriais como o som, toque, movimento da cabeça e outros. Eles se desenvolvem ainda dentro do útero, em diversos estágios da gravidez e, também, nos primeiros dias de vida.

Esses movimentos devem ser integrados até os 12 meses. Após esse período, a criança começa a desenvolver novas habilidades.

Os reflexos primitivos são de extrema importância para a sobrevivência do bebê e facilitam, por exemplo, a descida pelo canal, na hora do parto. Além disso, eles dão a formação rudimentar em muitas das habilidades voluntárias que vão surgir posteriormente.

Integração dos reflexos

Apesar de muito importantes nessa fase inicial da vida, os reflexos primitivos tendem a diminuir gradativamente, à medida que o sistema nervoso central amadurece. Assim, a criança consegue controlar postura e os movimentos.

Normalmente, após o primeiro ano de vida, todos os reflexos são integrados e os movimentos se tornam voluntários.

O que pode prejudicar a integração dos reflexos

Em alguns casos, entretanto, os reflexos não são totalmente integrados. Isso pode ocorrer por diversos motivos, entre eles:

  • nascimento prolongado;
  • parto prematuro;
  • cesárea de emergência ou parto por fórceps;
  • trauma grave nos primeiros meses de vida;
  • tempo excessivo em carrinho de passeio ou cadeirinha.

O que acontece quando os reflexos primitivos não estão integrados

A não integração dos reflexos na infância pode causar uma série de problemas, desde postura encurvada até distúrbios de fala, variando de acordo com cada tipo de reflexo. Entre os principais estão:

Reflexo Tônico Labiríntico do Pescoço (RTLP)

  • Dificuldades para levantar a cabeça;
  • Postura encurvada.

Reflexo de Moro

  • Hipersensibilidade à luz;
  • Hipersensibilidade às mudanças rápidas de direção.

Reflexo Espinhal Galant

  • Hiperatividade;
  • Escoliose.

Reflexo Espinhal Pereze

  • Baixo tônus muscular em toda a coluna;
  • Tensões musculares na região torácica.

Reflexo Palmar

  • Coordenação motora fina pobre;
  • Dificuldade na escrita.

Reflexo de Babinsk

  • Entorses frequentes de tornozelos;
  • Andar com a parte externa dos pés.

Reflexo de Landau

  • Difícil cooperação entre a parte inferior e superior do corpo;
  • Tensões nos membros inferiores.

Reflexo Tônico Assimétrico Cervical (RTAC)

  • Lateralidade mal definida;
  • Escrita pobre e poucas expressões de ideias no papel.

 Reflexo Tônico Simétrico Cervical (RTSC)

  • Má coordenação oculomanual;
  • Rotação da pelve.

Tratamento com fisioterapia

Atualmente a fisioterapia é uma excelente ferramenta para auxiliar pessoas que não tiveram os reflexos primitivos integrados. O objetivo é realizar uma nova tentativa de integração, através da repetição de exercícios personalizados, variando de acordo com cada caso.

Os resultados são ainda mais significativos se o problema for diagnosticado na primeira infância. Assim, é possível melhorar expressivamente as funções do indivíduo.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Osteopatia SP.