Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Tendinite: causas e tratamentos

A tendinite é uma inflamação de um ou mais tendões. Os tendões são fibras resistentes que se encontram entre os músculos e o osso. Eles estão presentes em todas as partes dobráveis do corpo. Quando se inflamam, por algum motivo, causam a tendinite. Esse problema é bastante comum e costuma atingir principalmente os ombros, braços e punhos.

O problema se manifesta por meio de dor e inchaço no local afetado. É comum também o paciente relatar dificuldade de realizar alguns movimentos simples, além da possibilidade de perda de força localizada. A tendinite tem cura, mas quando está em um estágio mais grave o tratamento pode ser mais difícil.

Causas da tendinite

A tendinite pode ter duas causas: a mecânica e a química. A mecânica é provocada pela realização de movimentos e de esforços prolongados, contínuos e repetitivos sobre o tendão. A causa química acontece devido a fatores e reações bioquímicas internas do corpo, como a alimentação incorreta e a produção e liberação de substâncias tóxicas pelo organismo, além da falta de drenagem adequada, o que gera a desidratação dos músculos e dos tendões. 

Além disso, pacientes que apresentam sobrepeso, obesidade ou têm uma musculatura fraca e pouco trabalhada também podem desenvolver a tendinite com mais facilidade.

Assim, as principais causas de tendinite englobam: 

  • falta de alongamento e flexibilidade de algum grupo muscular; 
  • falta de aquecimento antes da prática de atividades físicas; 
  • excesso de movimentos repetitivos, tanto no trabalho quanto em exercícios; 
  • neuropatias que conduzem a alterações musculares; 
  • alterações na estabilidade das articulações; 
  • alterações na postura corporal; 
  • sobrecarga nos treinamentos; 
  • uso de calçados inadequados; 
  • doenças autoimunes; 
  • traumatismos;
  • estresse.

Os sintomas da tendinite irão variar de acordo com o local da inflamação e o grau de avanço da doença. Os principais são:

  • Dor no tendão que pode irradiar para a musculatura do entorno e que se torna mais forte conforme a área acometida é movimentada;
  • Inchaço na região afetada;
  • Vermelhidão e calor na área acometida;
  • Aparecimento de um caroço por toda a região do tendão;
  • Diminuição da força;
  • Atrofia da musculatura, em casos mais graves;
  • Caso haja a ruptura do tendão, é possível sentir uma abertura ao longo dessa linha.

Tratamento da tendinite

A tendinite é diagnosticada a partir de exames e da análise do histórico e estilo de vida do paciente. Ainda podem ser necessários exames de raio X e ressonância magnética para descartar outras condições.

O tratamento da doença envolve o uso de medicamentos, repouso e fisioterapia. A fisioterapia busca o alívio da dor e inflamação do tendão afetado por meio de massagens e exercícios de alongamento e fortalecimento muscular. Com as sessões, o paciente consegue recuperar aos poucos os movimentos e a força nos músculos afetados.

Nos casos mais sérios, o médico poderá indicar uma cirurgia. O procedimento é indicado, principalmente, quando há a deposição de pequenos cristais de cálcio no tendão (tendinite calcária). Neste caso, é preciso fazer uma raspagem no local afetado ou costurar o tendão após um possível rompimento.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Osteopatia SP.