Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Quando o tratamento osteopático é recomendado?

Aquela dor que não passa, ou um tratamento que não fez efeito, levanta a necessidade de buscar outras opções de abordagem terapêutica, certo? Existem diversas técnicas medicinais alternativas que são tão usadas quanto as convencionais, mas muitas pessoas têm dúvidas sobre quando usar outra abordagem.

É aí que entra a osteopatia. Entretanto, quando o tratamento osteopático é, de fato, recomendado? Para responder a essa pergunta, é preciso entender primeiro como isso funciona. E acredite: pode fazer muito bem para você.

O que é o tratamento osteopático?

A osteopatia se baseia no fundamento do conhecimento profundo da anatomia e fisiologia humana.

Ela é uma técnica que utiliza recursos naturais e que visa o equilíbrio do corpo, ou seja, busca e permite o reequilíbrio das funções do corpo.

Ela utiliza, portanto, os próprios recursos do organismo para que seja possível identificar a causa de uma dor e, posteriormente, sua cura.

Entendendo melhor os princípios da osteopatia

Para saber quando o tratamento osteopático é recomendado, vamos compreender melhor os princípios dessa medicina alternativa.

Entende-se que toda a estrutura do corpo determina sua função, ou seja, cada parte, como ossos, músculos e glândulas, têm funções específicas, como respiratória, digestiva, entre outras. E todas elas devem estar em harmonia.

Depois, existem os princípios de unidade do corpo, nos quais ele tem a capacidade de se autorregular; a capacidade de autocura. Por fim, o princípio que a função da artéria é fundamental, pois é ela quem irá levar os nutrientes para as células do corpo humano.

Quem e quando

Não há contraindicação para fazer esse tipo de tratamento. Portanto, se você está na dúvida sobre as indicações da osteopatia, fique tranquilo! A técnica é recomendada até mesmo para crianças, idosos e gestantes.

Além disso, essa prática pode ser preventiva, e não somente curativa. Isso porque cada consulta busca, como citado, equalizar o organismo. Caso haja algum princípio de desequilíbrio, a osteopatia irá atuar já remediando uma enfermidade, antes que ela apareça por completo e faça uma pessoa sofrer com dores crônicas.
No Brasil, os profissionais aptos para realizar consultas na especialidade são os fisioterapeutas, com pós-graduação em osteopatia. Isso faz com que os pacientes tenham ainda mais certeza e confiança no tratamento.

Benefícios

Quem busca uma alternativa para o tratamento de dores, ou uma abordagem medicinal mais natural, encontra no tratamento osteopático maior contato com o próprio corpo, mais conhecimento da fisiologia do organismo em todos os seus sistemas e a perfeita sintonia do ser humano.

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como osteopata em São Paulo e Belo Horizonte.

DRA. CAMILA – http://localhost/osteopatia//microfisioterapia/