Agende V. Mariana   Agende Pinheiros  
Como a microfisioterapia atua no tratamento das disfunções sexuais?

A microfisioterapia é um método de diagnóstico e tratamento que pode ser buscado quando a pessoa sente que algum órgão não está funcionando muito bem. Assim, ela pode ser um recurso para quem sofre com problemas como constipação intestinal, azia, ou mesmo disfunções sexuais.

Sim, é isso mesmo. Poucas pessoas sabem dos benefícios que essa terapia tem sobre as disfunções sexuais. Por isso, é importante lembrar que essa também é uma técnica preventiva e que promove a saúde e o bem-estar.

Portanto, se você não tem aquela sensação bem-estar, pode ter indicação para a técnica, pois existe algum desequilíbrio no seu organismo. E, neste artigo, traremos informações específicas de como essa técnica pode restaurar a vida sexual de uma pessoa. Confira!

Como a microfisioterapia ajuda no tratamento de disfunções sexuais?

Tudo que vivemos fica registrado em nosso cérebro, mesmo que não nos lembremos. Mas, o que a maioria das pessoas talvez não saiba é que isso também fica nas células de todo o corpo.

Assim, dores, depressão, distúrbios e alergias, tudo mesmo fica sob a pele, inclusive as disfunções sexuais. Esse acúmulo de registros causa várias patologias, e problemas sexuais não são diferentes disso. A microfisioterapia tem uma capacidade preventiva e curativa também para essas questões.

O método objetiva encontrar a causa do problema para, assim, solucioná-lo de forma eficaz, evitando que apenas os sintomas sejam remediados. E o mais interessante é que, na mesma sessão em que se identifica o problema, já é possível trabalhar para a sua cura.

Essa terapia consiste em fazer o corpo se desligar das memórias que causaram o trauma e iniciar um processo de autocura, sendo eficaz para as disfunções sexuais, sejam elas  ejaculação precoce, dificuldades de ereção, falta de libido, entre outras. De forma natural, o paciente será capaz de eliminar esse problema.

Quanto tempo dura e qual a periodicidade do tratamento?

A duração do tratamento depende de cada caso, pois, cada organismo reage de maneira diferente a ele. Depois da alta, o paciente pode fazer uma espécie de “manutenção”, de caráter preventivo, ou pode procurar novamente a ajuda profissional quando houver algum novo evento de perturbação ou agressão.

Depois de cada sessão, o corpo precisa de 30 a 90 dias para se reorganizar e se restabelecer. Durante o período de tratamento, é indicada a ingestão de muita água para auxiliar na eliminação das toxinas. Após cerca de 60 dias, o paciente passa por uma reavaliação e, se necessário, é submetido a uma nova sessão, até a alta definitiva.

Há alguma reação após o tratamento?

Como é feita uma estimulação do organismo a fim de que ele elimine as memórias, é desencadeado um processo de defesa, que pode levar a alterações físicas, como cansaço, diarreia, febre; ou emocionais, que desaparecem rapidamente sem necessidade de tratamento.

Grande parte das doenças se deve a pequenas disfunções que se acumulam durante a vida e acabam enfraquecendo o organismo. Tais disfunções podem ter como causa frustrações, perdas, abandonos, traumas durante a gestação, intoxicações e também um componente hereditário.

Assim, é importante contar com a microfisioterapia para auxiliar o corpo na eliminação dessas “cicatrizes”, que provocam inclusive as disfunções sexuais, e na reconstituição do organismo, eliminando os vestígios emocionais e traumáticos. Tudo para que você seja uma pessoa saudável por inteiro.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais a Osteopatia SP.